sexta-feira, 16 de julho de 2010

Uma mente cheia de dor e muitas lembranças


Caras amigas
Nós, mulheres, estamos o tempo todo nos envolvendo com pessoas que nos fazem sofrer e que não nos valorizam de verdade. Depois do fim da relação, sempre nos perguntamos por que com a gente as coisas nunca dão certo. Por que não conseguimos esquecer Fulano ou por que continuamos gostando tanto de Beltrano? E quando percebemos logo estamos obcecadas pelo C, depois D e assim por diante.
E como ainda não inventaram uma fórmula mágica para evitar o fascínio e encanto dos homens-problemas e, infelizmente, ainda não criaram um processo de esquecimento de pessoas como o criado pela empresa Lacuna no filme “O Brilho Eterno De Uma Mente Sem Lembranças”, temos que tomar algumas precauções.
Uma amiga que superou a separação, a obsessão-maníaca-depressiva e hoje vive super bem (fazendo terapia e tomando o seu Revotril) dá 10 sugestões básicas para sobreviver.
Se você já tentou de tudo para reconquistá-lo (telefonemas, mensagens no celular, e-mail, faixas na rua, serenatas, declaração de amor em carro de som e outros king-kongs do tipo) e ele ainda assim está decidido a não voltar, então chegou a hora de esquecê-lo:

1. Mantenha a distância dele e de tudo que lembre ele. Pegue um saco de lixo grande e jogue fora todas as coisas que ele te deu ou que você guardou de lembrança dos momentos com ele (fotos, ursinhos, camisetas com coraçõezinhos, papel de bombom, rosas secas e mal cheirosas, ticket do estacionamento do restaurante que vocês foram pela 1º vez, etc). Importante: Não guarde nada, se não o processo de “limpeza” não irá funcionar.


2. Apague todos os meios de contato dele (número de telefone da casa dele, do celular, do escritório, dos tios e vizinhos; endereço de casa, e-mail, MSN, Orkut, Facebook, Twitter), pois toda vez que sentir vontade de falar com ele, você não terá como fazê-lo.

3. Depois desse processo, JAMAIS (eu disse JAMAIS!) crie um perfil fake no Orkut para ver como ele está, se está saindo com alguém. JAMAIS procure por “acaso” o contato dele na lista de amigos seus no Facebook. JAMAIS deixe o endereço do MSN a um clique quando estiver on-line.

4. Quando a obsessão-maníaca-depressiva tomar conta de você, desligue o celular, assim você não cairá na tentação de olhá-lo a cada minuto para conferir se ele te mandou uma mensagem.

5. Quando estiver se sentindo sozinha, procure ajuda no seu grupo de apoio (amigas e familiares), ele oferecerá todo o suporte que você merece e precisa.

6. Não fique em casa, chorando pelos cantos ouvindo músicas como “All by myself" no “Diário de Brigdet Jones”, porque você realmente vai se matar. Procure sair, se divertir e relaxar. Nem que seja andar pelo bairro e comprar pãozinho na padaria. Quanto mais a sua mente estiver ocupada, menos espaço terá os pensamentos obsessivos-maníacos-depressivos.

7. Não é porque ele te deixou que você ficará largada, desleixada, se sentindo a última das barangas. Procure a ajuda de especialistas (cabeleireiro, manicure, maquiador, vendedor de lojas de roupas e sapatos, etc) e cuide da sua aparência e da sua auto-estima. Se você não se sentir melhor, pelo menos ninguém vai notar e todos vão te achar linda e maravilhosa. Você pode estar um caco por dentro, mas por fora você é a Gisele Bünchen!

8. Invista em si mesma. Faça inscrições em cursos que você sempre quis fazer, mas não tinha ânimo ou disposição como um curso de ikebana (arranjo de flores), mandarim ou segurança pessoal.

9. Procure não ficar remoendo os fatos passados. Relembrar nos mínimos detalhes os bons momentos que passaram juntos e tal. Se ele realmente se importasse com você, te valorizaria mais e não a faria sofrer tanto.

10. E o principal, se você fez tudo isso e não conseguiu esquecê-lo é porque ele te marcou muito e foi uma grande paixão. Por mais que esteja magoada, não deixe as portas do seu coração fechadas, nunca se sabe quando alguém irá cruzar seu caminho. Se não conseguir encontrar outra paixão, arranje um Zé Mané qualquer e comece a namorá-lo, porque você terá tanta dor de cabeça e stress com o atual que logo esquecerá o ex. Para esquecer uma grande paixão, nada como uma bela enganação.
Um abraço

5 comentários:

ranieri disse...

oi dolly que bom que vc está de volta, bom saber que foi no dia em que encontrei me com vc num desses encontros casuais, onde nossos olhares puderam bater de frentes e falar de forma clara sobre nossas vontades, deejos e doideiras... bom saber que vc esta mais viva do que nunca, com mais desejos, ....[
espero te ver mais e encontrar com vc mais e mais por aqui.. bjs

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
paloma disse...

Quem é esse Ernesto? Foi só eu que não entendi nada? Enfim, ao contrário do anônimo Ernesto eu não creio que a Dolly seja fútil. Ela só mostra as dúvidas e dilemas que as pessoas enfrentam. Senti sua falta! bjs

Profº João disse...

vc tem que ir em matinês então!! rsrsrs

Dolly disse...

Matinês? Hein?!!