domingo, 3 de agosto de 2008

Numa cidade como São Paulo

Numa cidade como São Paulo, com vinte milhões de habitantes, deveria ser mais fácil encontrar alguém para se relacionar, não é?

Então, por que há tanto desencontro?

Milhões de pessoas de todas as classes e posições, que cruzam os nossos caminhos diariamente e se quer nos dirigem a palavra.

Centenas de milhares que passam correndo por nós, como se não tivessem absolutamente nada em comum, evitam o nosso olhar.

Movemo-nos em meio a essa massa, em meio a essa indiferença brutal, esse isolamento insensível.

Vinte milhões de seres humanos!

Não somos todos seres humanos com qualidades e aptidões, e com o mesmo interesse em sermos felizes?

Numa cidade como São Paulo, quantas pessoas prováveis, de várias nacionalidades, culturas, crenças, formações e ideais, para estabelecer uma relação?

Com vinte milhões de habitantes, por que eu continuo sozinha?
Dolly

3 comentários:

Filipe disse...

A grande graça da procura é que só se acha a pessoa certa qdo deixamos de procurar e entendemos que internamente podemos ser felizes mesmo sozinhos!
Seja feliz, assim vc transmite tudo isso pra quem te vê e, com certeza, namorados não faltarão!!
bjão!

Camilla disse...

Dolly,concordo com o Filipe. Não se preocupe tanto em encontrar uma pessoa para ser feliz, se preocupe mais em ser feliz e essa pessoa aparecerá em sua vida.

Anônimo disse...

Às vezes,a solidão é o melhor companheiro.