sexta-feira, 18 de julho de 2008

Bombons sem culpa

Isenta da obrigação de procriar ou de se vincular a um homem para que ele a ampare materialmente, a mulher de hoje está cada vez mais em busca do próprio prazer.

Sendo despertado pelos sentidos, o prazer feminino é como a apreciação de um chocolate.

É contemplar a maciez da sua textura. É inspirar o seu aroma adocicado. É saborear o seu gosto forte e ardente. Deixar passeá-lo por todos os estímulos do paladar, até escorrer pela garganta, e transferir a cada parte do corpo o seu estimulante calor.

Apenas pela experimentação conseguimos perceber as suas sutilezas e compreender melhor toda a magia que há na sua infinidade de sabores, cheiros e formatos.

Dessa maneira, uma mulher pode encontrar uma satisfação particular na combinação do chocolate amargo com o sabor intenso da menta, enquanto outra pode preferir a combinação picante de chocolate com um ligeiro toque de pimenta.

Ao experimentar o chocolate, ela descobre a si mesma, desperta para um mundo de sensações adormecidas e inimagináveis.

Então, por que ao nos entregarmos a uma caixa de bombons nos recriminamos tanto e acabamos reprimindo nosso apetite?

Por que nos sentimos tão culpadas quando vivenciamos intensamente essa descoberta?
Dolly

4 comentários:

Pombinha disse...

Dolly, vc conseguiu descrever exatamente o que sinto ao saborear um chocolate, realmente é um prazer acompanhado de culpa (no meu caso pela relação com a balança), mas acredito que podemos fazer até uma relação com o prazer sexual,que para muitas mulheres vem acompanhado de culpa pelos séculos de repressão e falta de liberdade... vc não acha?

Alacre Signare disse...

Mto legal seu blog!!!
adorei!

bjuss

Ernesto disse...

Gosto do modo que vc escreve, parabéns...
Ernesto

Luiz C@rlos disse...

"Então, por que ao nos entregarmos a uma caixa de bombons nos recriminamos tanto e acabamos reprimindo nosso apetite?"

NÃO SERIA PQ ENGORDA? HEHEHE
Chocolate é muito bom sim, mas perceba a sutil lógica "cósmica": para tanto prazer SOLITÁRIO não seria um tanto coerente q se tenha q pagar um preço (as vezes de PESO)para alcançá-lo? hehehehe